segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Começando

Começou a aventura. Depois de longas 02horas e 15 minutos no trânsito de Sampa, finalmente chegamos ao aeroporto de Guarulhos. Lotadíssimo, cheio de figuras engraçadas. Surfistas carregando pranchas enormes, peruas com baús Loius Vuitton, grupos de adolescentes viajando em excursão, casais brigando, pessoas chorando, rindo, paquerando, bocejando, comendo e esperando.

Eu e Luana, minha companheira de viagem, trabalho, almoço, bares, baladas e afins, fizemos o check-in, comemos e fomos encontrar o grupo que vai conosco para a Índia. Demos um oi e logo decidimos entrar para evitar as filas da policia Federal. Com sorte passamos rápido por lá e chegamos ao primeiro paraíso da nossa viagem, Duty free! Ficamos namorando as maquiagens expostas com vontade de comprar uma sombra de cada cor. Compramos apenas o que precisavamos para levar (nenhuma sombra ou batom) e fomos para uma sala vip. Um oásis no meio da multidão multi étnica do aeroporto de Guarulhos. Um sofá confortável, copinhos de água fresca e um banheiro individual e bem limpinho. Perfeito pra começar muito bem a viagem.

Voamos de Turkish Airlines. O vôo é novo e sai de São Paulo, faz uma escala de 01h30 no Senegal, em Dakar e segue para Istambul. Até Dakar são 07h00 e o voo foi vazio. Fomos espalhados, cada um com pelo menos 2 lugares e alguns travesseiros. Pra quem trabalha ou trabalhou na Teresa Perez e viaja em classe econômica para outros continentes sabe que, isso sim, é um sonho verdadeiro.

Antes de voarmos estavamos conversando com o Constantino, também companheiro de viagem e ele, que já havia voado de Turkish nos disse que a aeronave era boa, a comida também, que o que faltava era um sorriso, que os tripulantes eram muito secos. Chegando no avião percebemos que ele havia sido muito gentil, bondoso e diria até carinhoso com as bruxas das comissárias da Turkish. Cada vez que uma se aproximava eu tinha medo. Elas nos deram bronca o tempo todo, perguntei o horário ela me respondeu “don`t know”. Pedimos água e a chefe respondeu “not now”. Foi assustador. Já quase chegando em Istambul conversamos com outras pessoas do grupo e soubemos que lá na frente já tinham brigado com uma aero-moça-mala que foi grossa e alguém respondeu à altura. Adoro! A chefe das chatas pediu desculpa e disse que é porque elas estão cansadas. Eu mereço?

Uma coisa muito legal de voar foi ver mais mistura de raças dentro do avião. Logo que entramos no avião, bem perto de nós sentou um menininiho que devia ter entre 8 e 10 anos que apelidamos de mini-turco. Ele era um fofo e super, super turco, apesar de filho de uma brasileira. Em Dakar entraram poucas mulheres, muitos homens negros, a maioria altos e bem magros, todos muito bem vestidos. Alguns de terno e gravata, outros de camisa social e calça e também, pra nao me decepcionar(era essa a imagem que eu fazia dos Senegaleses), alguns vestiam roupas de algodão claras, batas, calças largas de tecidos moles e todos com 1 coisa em comum, Jóias. Muitos anéis e pulseiras. Das figuras que mais me chamaram a atençao destaco uma senhora negra, bem gordinha, com uma bata verde limao, e um lenço azul royal na cabeça fazendo um turbante com cara de tribo africana. Linda! Entrou também um casal de muçulmanos, ela com a cabeça coberta e ambos muito discretos. Foi ótimo começar a ver o povo desde o avião, animou bastante.

A comida, considerando a categoria “comida-bizarra-de-avião”não é das piores. Comemos uma comidinha razoável exceto o ultimo lanche servido. Era pão duro com queijo passado e um pastrami que só Deus, ou talvez nem ele saiba de onde veio. Fizemos caras tão feias na primeira mordida que fiz questão de pegar a camera e fazer uma foto. O importante é que o lanche teve alguma função, já que não deu pra passar da primeira mordida.

Agora são 13h25 em Sampa e 19h25 em Istambul. Chegaremos lá em 01 hora e 15 minutos. Ufa! Confesso já não ter mais muita paciência e estar olhando no relógio e cada 10 minutos, o que só piora a situação. Agora é rezar pra ter sono às 05 da tarde no Brasil e 22 em Istambul, porque amanhã o dia começa bem cedo e será cheio de visitas e um voo de mais 6 horas até Delhi.

2 comentários:

Daisy Oliani disse...

Nossa, que incrível! Fiquei aqui só imaginando. Legal é quando você faz esses comentários ao vivo. Conseguiu me tirar alguns sorrisos nessa manhã de segunda feira entendiante ;)
Fique bem.
bisous

Nando Merces disse...

nô, falta colocar as fotos, né??? auhauhaa... que saudade, viu??? a viagem já começou bem!!!!! uahauhauahuahuaha... bjus